17 janeiro, 2006

Contar histórias

Como consta do Plano Anual das Actividades da Biblioteca, este ano vamos adoptar uma nova estratégia para divulgar e promover a leitura. Os livros estão fartos de esperar por uma mão amiga e curiosa, pelo que decidiram ir ao encontro dos leitores através da mediação da Coordenadora da Biblioteca.
Antes do Natal, os contemplados foram os alunos do 7º B, com "Duas Histórias de Natal" da escritora Alice Vieira, numa das aulas de Estudo Acompanhado.
Ontem, dia 17, foram os alunos do 2º e do 4º ano da escola do 1º ciclo da Póvoa de Lanhoso que se deliciaram com a lenga-lenga "O Castelo de Chuchurumel" e a história que dá nome ao livro "O Meio Galo", edições Asa, de Luísa Duclas Soares.
Ficam também alguns rostos sorridentes e atentos.


6 comentários:

Anónimo disse...

Nem no mais delirante sonho de Aristóteles, o primeiro a definir o conceito de democracia, os cidadãos seriam tão ouvidos ou teriam tanta voz quanto possuem hoje por meio dos blogs.

Manuel disse...

É mesmo assim. As TIC vieram para infernizar a vida aos déspotas!

Rita Antunes disse...

Parabéns à Coordenadora da Biblioteca pela ideia (e prática). Fica uma sugestão: tentar envolver alguns alunos nessa actividades pedindo-lhes que também sejam leitores de histórias em outras turmas e outras escolas.

Fernando disse...

Ideia gira esta de serem os livros a irem ao encontro de potenciais leitores. Uma estratégia que poderá fazer novos e bons leitores...

Anónimo disse...

Continua Rosa com esta tua cruzada de levar os livros aos leitores mais pequenos.

um professor disse...

Porque é que os meninos a quem foram contadas as histórias não deixam aqui as suas impressões...